free website hit counter

AJUDE - AÇÕES


SuaEmpresa.COM + Construtor de Site! Por menos de R$ 24,90/mês. Entre em contato!

JOGOS ONLINE - GRÁTIS - JOGUE E CONCORRA A BRINDES

Qual seu Estado ? Cidade:

CIDADE - ESTADO

Ato Em Solidariedade Ao Povo Palestino Lembra A Continuacao Da Luta


Fonte: http://www.vermelho.org.br/noticia/304290-9


Voltar

Congresso do povo palestino na América Latina ocorre após 20 anos  - Portal Vermelho Buscar Mundo 13 de novembro de 2017 - 18h37 Congresso do povo palestino na América Latina ocorre após 20 anos    O 4º Congresso da Confederação Palestina Latino-americana e do Caribe (COPLAC) ocorreu em Manágua, na Nicarágua, após 20 anos da sua última edição, entre os dias 19 e 22 de outubro. Emir Mourad, eleito Secretário Geral da COPLAC, fala ao Portal Vermelho sobre os detalhes atuais da luta do povo palestino Por Alessandra Monterastelli * A COPLAC foi fundada em 1984 em São Paulo e é responsável por integrar o setor de organizações populares e da diáspora no Conselho Nacional Palestino (CNP), instancia máxima da Organização para a Libertação da Palestina (OLP). Emir embarcou nessa segunda-feira (13) para a Palestina, com o intuito de levar às autoridades governamentais e não governamentais os resultados do Congresso e “transmitir o apoio das comunidades palestinas da América latina e Caribe à luta de libertação nacional do povo palestino e seus direitos inalienáveis ao retorno e autodeterminação”, como ele próprio afirmou em comunicado pelas redes sociais. Em entrevista para o Portal Vermelho, Emir conta que em 1984 a OLP estava sofrendo um cerco militar e político muito grave por parte de Israel e seus aliados. Assim, foi fundada a COPAC, em um momento em que era necessário unificar as comunidades palestinas na América Latina e dar todo o apoio ao OLP, o único e legitimo representante do povo palestino. O 4º Congresso ocorreu 20 anos após a sua última edição, feita em 1993 na cidade de Santiago, no Chile. Contou com a presença do ministro das relações exteriores da Nicarágua, além de dois representantes enviados pelo governo palestino. Segundo Emir, o evento em Manágua teve enorme êxito, tendo proporcionado um debate profundo sobre o estatuto e o balanço dos últimos anos, além da interação entre as delegações ter sido calorosa. “O pessoal estava realmente avido por se encontrar depois de tantos anos e aprovar uma plataforma de ação, podendo assim reformular seus estatutos para os novos tempos em que nos encontramos”, conclui ele. A comunidade internacional quanto a questão palestina Emir conta que o debate da questão palestina foi crescendo de patamar no Brasil desde o final dos anos 70. Em 2010 o presidente Lula reconheceu o Estado da Palestina. Hoje a embaixada oficial do Estado da Palestina existe aqui no Brasil, uma vez que a ONU, em 2012, reconheceu a Palestina como Estado. Isso dá mais força jurídica e política, tanto no nível regional quanto no nível internacional. Com relação ao governo de Trump, Emir diz que, no plano efetivo, até agora nada mudou comparado aos outros governos norte-americanos, nem para pior nem para melhor. Contudo, apresenta preocupação do discurso político adotado pelo presidente. “Nós acreditamos que a Palestina precisa de apoio internacional, já que se trata de uma luta de libertação nacional. Do ponto de vista efetivo não há nada diferente dos governos anteriores quanto a gestão Trump. Já em termos políticos, deveriam ocorrer mudanças para que os EUA ajudem a Palestina”. Ressalta-se, por exemplo, a grande afinidade política de Trump com o atual governo israelense, liderado pelo primeiro-ministro conservador Benjamin Netanyahu. Emir lembra que hoje Ga
... ++ Mais

TAGS:

Congresso povo palestino América Latina ocorre após anos  Portal Vermelho Buscar Mundo novembro 2017 18h37

HTML Box Comentário está carregando comentários ...